Pular para o conteúdo principal

Benefício da energia solar para indústrias




Todos aqueles que investem em energia limpa colhem os frutos de seus benefícios, em especial o setor industrial, onde os resultados positivos são ainda maiores.

A eficiência da energia solar nas indústrias é capaz de alavancar os resultados, estimular a produtividade e assegurar a sobrevivência da empresa num ambiente mais sustentável.

Segue abaixo alguns benefícios da energia solar para seu negócio:

1. Sustentabilidade que eleva o patamar industrial

O modelo industrial nos últimos anos deixou de visar apenas seu crescimento sem se importar com os impactos que sua atuação traz ao meio ambiente. O sistema de energia solar é uma das saídas mais viáveis para diminuir esses impactos negativos.

Isso porque é um sistema que favorece a sustentabilidade em sua totalidade, o que promove e eleva a marca no mercado, podendo facilmente se tornar um diferencial competitivo em relação aos concorrentes.

Abaixo segue um exemplo do impacto no meio ambiente num sistema de energia solar para uma indústria de bebidas.

Essa indústria tinha o gasto de R$ 27.784,10 de energia elétrica mensal, e o projeto apresentou a redução para R$ 1.621,10.




2. Lucratividade sem fronteiras

O custo operacional de uma indústria é diretamente afetado pelos constantes aumentos na conta de energia, fator que incide na rentabilidade e lucratividade. 

Nesse sentido, a energia captada pelo sistema solar contribui para uma economia substancial que pode impactar na lucratividade da empresa.

O retorno sobre o investimento acontece entre 3 e 5 anos, onde o montante investido é pago automaticamente pela grande economia na conta de luz.

Sendo assim, após esse período você verá um aumento expressivo e exponencial na porcentagem de lucro, uma vez que terá reduzido em 95% seu gasto com energia e, caso exceda na geração energética, é possível convertê-la em créditos para utilizar posteriormente.

Pegando o exemplo anterior da indústria de bebidas, somente em 1 ano, a economia é de R$ 313.956,00. Em 5 anos representa, R$ 1.569.780,00, isso sem considerar reajustes / inflação do período.

3. Instalação ágil e manutenção simples

A instalação dos painéis e todo sistema é uma de suas vantagens, pois todo o processo leva apenas alguns dias. Desse modo, os benefícios na economia são imediatos.

Outro ponto importante é que a manutenção é simplificada, rápida e de baixíssimo custo. Afinal, sua indústria não precisa enfrentar aspectos técnicos, uma vez que basta implementar a limpeza periódica dos painéis.

4. Menos complexidade para requisitar seu financiamento

A indústria possui grandes incentivos para começar a gerar a própria energia. Estamos falando de cenários com menor juros e parcelas estendidas, onde a quitação do financiamento pode advir da própria economia na conta de luz.

As Instituições financeiras oferecem opções atrativas para você colocar seu planejamento solar em prática.

5. Possibilidade real de grande expansão industrial

Como sabemos, um dos desafios para indústria é otimizar seus processos e reduzir custos. Contudo, isso nem sempre é uma tarefa fácil, já que a redução de custos não planejada na produção, pode acarretar perda de qualidade dos produtos e grandes prejuízos.

Portanto, é necessário que se faça investimentos corretos para que se possa economizar onde realmente faz a diferença na saúde financeira da empresa.

A energia solar se torna um dos investimentos de menor risco e fornece garantia de retorno a curto prazo.

Se quiser mais detalhes de como a energia solar pode impactar nos seus negócios e no meio ambiente, fale com a equipe da Global Prime Assessoria no WhatsApp 11-9 5654-0195 ou pelo e-mail energiasolar@globalassessoria.com ou www.globalassessoria.com/energiasolar.

Aproveite e conheça todas as áreas de atuação da Global Prime. www.globalassessoria.com.


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Produção de veículos pesados deve crescer 23% em 2021, diz Anfavea

As fabricantes de caminhões e ônibus instaladas no Brasil deverão produzir 135 mil unidades de veículos pesados em 2021. Essa é a projeção da  Associação Nacional das Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea)   divulgada na sexta-feira (8). Esse volume é 23% maior do que as 109 mil unidades fabricadas em 2020. A maior parte da produção (cerca de 116 mil) será de caminhões. Vice-Presidente da Anfavea, Marcos Saltini disse ao   Estradão  que a produção de caminhões aumentar principalmente por causa do mercado interno. Segundo ele, graças à manutenção do crescimento de setores como o agronegócio, e-commerce e construção civil. Ou seja os mesmos que puxaram a demanda em 2020. “Esse perfil não mudou, mas o que vamos ver no começo do ano é como vão ficar as restrições de locomoção, no comércio e se haverá fechamento dos  Detrans . Isso tudo pode impactar nas vendas e, consequentemente a produção”, diz. No entanto, alguns desafios precisam ser vencidos para que essa previsão se consolide.

BNDES quer ampliar o crédito para micro e pequenas empresas.

O presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Gustavo Montezano, disse que as pequenas, micro e médias empresas representam o foco do banco durante a pandemia do novo coronavirus, porém esse crédito ainda não está chegando a elas.   Numa comparação com grandes empresas, Montezano reconheceu que o aumento do crédito oferecido a micro, pequenas e médias empresas foi modesto.   Ocorreu uma demanda de crédito por empresas que não tinham canais de crédito ou nunca precisaram de linhas de crédito.   Entre as ações do governo, o presidente do BNDES disse que o Tesouro está assumindo o risco das operações. Nesse sentido, destinou R$ 16 bilhões para o financiamento para custeio e investimentos dos médios produtores rurais em atividades agropecuárias (Pronamp), R$ 20 bilhões para o Programa Emergencial de Acesso a Crédito e R$ 34 bilhões foram para o Programa Emergencial de Suporte a Empregos, de manutenção de emprego.   Nós da Global, nesses 19 anos de atuação en